Angola sobe sete lugares no Índice Global de Paz de 2021

Angola subiu sete posições na edição de 2021 do Índice Global de Paz. Com 2.017 pontos, encontra-se no 80.º lugar, num universo de 163 países. 

Segundo o Instituto para a Paz e Economia, Angola está assim na categoria “Amarela” a nível de países seguros. Trata-se da terceira categoria, entre o “Muito Alto”“Alto”“Baixo”, “Muito Baixo” e “Sem Classificação”

O país governado por João Lourenço é então o segundo melhor classificado entre os países de língua portuguesa. O primeiro lugar é de Portugal, quarto colocado, com 1.267 pontos, tendo caído duas posições em relação ao ano passado. 

Já o Brasil mantém o 128.º lugar no índice, estando atrás de Moçambique, na posição 103. 

Na África subsaariana, Angola ocupa a 15.ª posição, entre 44 países, numa escala liderada pelas Ilhas Maurícias. O país supera potências como a Rússia, na posição 154, os Estados Unidos da América (122) e a China (100).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin