Angola: Tchizé lembra que foi o pai quem apostou em João Lourenço

Tchizé dos Santosex-deputada do MPLA e filha do antigo chefe de Estado angolano José Eduardo dos Santosafirmou que era irónico o facto de o pai ser alvo de perseguição por parte do atual Presidente da República de Angola, João Lourenço. 

Isto porque, prosseguiu, João Lourenço foi escolhido por José Eduardo dos Santos para Presidente contra a vontade da maioria. 

“Recordando que a candidatura de João Lourenço à Presidência da República de Angola, em 2017, foi uma aposta do anterior Presidente José Eduardo Dos Santos, que, ironicamente, hoje é alvo de uma perseguição sem tréguas e de uma campanha mediática internacional de assassínio de carácter”, salientou. 

As declarações foram feitas com base nas recentes afirmações do ex-primeiro-ministro de Angola, Marcolino Moco, sobre o combate levado a cabo pelo Governo de João Lourenço. 

De acordo com Moco, atualmente está claro que este combate é apenas uma arma de arremesso para arrasar a possibilidade de alguém ligado a José Eduardo dos Santos vir a disputar o poder a João Lourenço e aos seus transitórios aliados, que já o foram de José Eduardo dos Santos. 

O também antigo secretário-geral do MPLA mencionou igualmente queem alguns casos, trata-se apenas de vinganças pessoais que poderão ser revertidas no futuro. 

Tchizé dos Santos já tinha dito noutra ocasião que João Lourenço estava a levar a cabo uma verdadeira perseguição política, tendo como alvo José Eduardo dos Santos e respetiva família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

A ilha cabo-verdiana de Santo Antão registou uma redução “drástica” no número de turistas em 2020, uma vez que foram contabilizados apenas 12.620 no ano passado. Este…
Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

O Banco Mundial (BM) prevê que a economia moçambicana recupere gradualmente ainda neste ano de 2021. No entanto, alerta para os riscos significativos de uma queda, devido à incerteza sobre o caminho…
Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

O Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Alfonso Lopez, informou que o Ministério Público registou 2.577 casos pendentes a nível nacional. O anúncio foi…
Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin