Angola: UNITA contra alteração à Lei Orgânica das Eleições Gerais

O Grupo Parlamentar da UNITA divulgou uma declaração de voto acerca do Projeto de Alteração à Lei Orgânica das Eleições Gerais. Recorde-se que este documento passou com os votos do MPLA, partido no poder, uma vez que a oposição mostrou-se contra.

O Projeto de Alteração à Lei Orgânica das Eleições Gerais teve um total de 126 votos favoráveis, além de 52 contra (UNITA, CASA-CE e PRS) e de uma abstenção (FNLA).

A UNITA explicou em comunicado que a sua posição deve-se à defesa da transparência, verdade eleitoral e credibilidade. Isto porque considera que o documento que foi a votos não está em conformidade com os fundamentos da República de Angola.

A maior formação política da oposição referiu ser contra centros de escrutínio controlados pela Casa de Segurança. “A lei do ‘suicídio do Estado Democrático’ que o regime acaba de aprovar é uma traição à vontade genuína dos angolanos construírem um verdadeiro Estado Democrático de Direito livre, próspero e moderno. A Lei do regime tem como objectivo facilitar a substituição da vontade do povo angolano pela sua própria vontade, por isso, não pode ser aceite pela maioria dos angolanos”, defendeu no documento divulgado.

“Não se trata de falta de consenso entre duas opções democráticas; trata-se de rejeitar, em nome do povo angolano, a proposta que visa consolidar o Estado das Ordens Superiores, este Estado que fraudulentamente subverte a soberania popular”, lê-se ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin