Angola: UNITA convoca manifestação para 24 de setembro

A UNITA convocou uma manifestação pela cidadania e consolidação do Estado democrático e de direito para 24 de setembro. O objetivo consiste em demonstrar a preocupação referente a “uma regressão do quadro democrático” do país. 

Trata-se de uma decisão aprovada na quarta-feira, 14 de setembro, durante uma sessão extraordinária da reunião do Comité Permanente da Comissão Política do maior partido da oposição em Angola. O encontro foi orientado pelo líder da formação política, Adalberto da Costa Júnior. 

“O Comité Permanente constata com preocupação que, apesar da CNE [Comissão Nacional Eleitoral] e o Tribunal Constitucional terem atribuído vitoria ao partido do regime, o país conheceu nos últimos dias, uma regressão preocupante do quadro democrático com a restrição das liberdades, ameaças à integridade física de ativistas e dirigentes políticos, bem como membros da sociedade civil que tenham opinião própria”, pode ler-se no comunicado divulgado pelo Comité Permanente da Comissão Política da UNITA. 

São igualmente mencionados os despedimentos de funcionários, transferências forçadas e censura nos órgãos estatais de comunicação social, ao qual está “aliada a exibição de meios bélicos e efetivos das forças de defesa e segurança numa clara intimidação contra os que queiram manifestar-se contra o estado atual do país”

A UNITA quer “fazer valer os direitos dos cidadãos e em respeito aos que nela depositaram a sua confiança nas urnas”.

One Comment

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Ucrânia: Economia caiu 30,4% devido ao conflito com a Rússia

Ucrânia: Economia caiu 30,4% devido ao conflito com a Rússia

A economia ucraniana baixou 30,4% em 2022. O motivo deve-se à invasão russa, iniciada a 24 de fevereiro.  Trata-se de uma…
Moçambique: Oposição quer posição firme do Governo sobre guerra na Ucrânia

Moçambique: Oposição quer posição firme do Governo sobre guerra na Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos da oposição com assento na Assembleia da República de Moçambique, exigem que o Governo…
Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Os talibãs afegãos mataram oito militantes do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico, de acordo com as informações divulgadas pelo porta-voz do…
Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

As autoridades na província de Niassa, norte de Moçambique, dizem estar bastante preocupadas devido à persistência de casos de cólera,…