Angola: UNITA convoca XIII Congresso Ordinário para 04 de dezembro

Na primeira reunião extraordinária da Comissão Política da UNITA, realizada esta quarta-feira, 20 de outubro, foi convocado para 04 de dezembro o XIII Congresso Ordinário. Nesse evento será eleito o sucessor do atual presidente do partido, Isaías Samakuva

Recorde-se que o Tribunal Constitucional de Angola anulou o congresso que tinha sido realizado em novembro de 2019, do qual saiu eleito Adalberto Costa Júnior. Foi nesse âmbito que Samakuva, antecessor de Costa Júnior, teve de voltar ao poder neste mês de outubro. 

Os participantes na reunião extraordinária da Comissão Política da UNITA concluíram que o acórdão nº 700/2021 do Tribunal Constitucional “é político e encerra uma armadilha política para se alcançar um objetivo político, o de dividir a UNITA, travar o amplo movimento social para a mudança e inviabilizar a alternância do poder”.  

Para a maior organização política na oposição no país existe um “retrocesso do Estado de Direito e Democrático em Angola”. O MPLA é acusado de “sequestro das instituições da República, por intermédio dos serviços secretos e dos gabinetes de ação psicológica”.  

Apoiantes de Costa Júnior prometeram mais manifestações 

No mesmo dia em que decorreu a reunião extraordinária da Comissão Política da UNITA, apoiantes de Adalberto Costa Júnior juntaram-se nas ruas e prometeram fazer vigília e manifestações caso não fosse convocado o XIII Congresso Ordinário nos próximos dias. 

Estiveram presentes dezenas de militantes e membros da sociedade civil, de acordo com a imprensa local. O objetivo era pressionar Samakuva a convocar o congresso. 

Se não tivesse sido decidida a data para o congresso, 04 de dezembro, a promessa era de que iriam continuar nas ruas. Isto porque acreditam que só com Costa Júnior a UNITA estará mais forte para alcançar a vitória nas próximas eleições, previstas para 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin