Angola

Angola: UNITA diz que TV Zimbo viola princípios éticos

Adalberto Costa Júnior

A UNITA acusou a estação televisiva privada angolana TV Zimbo de violar princípio éticos e deontológicos, na sequência da recente divulgação, no noticiário principal, de uma matéria sobre uma acusação do conselheiro da Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA), Carlos Alberto, contra o presidente do partido, Adalberto Costa Júnior.

O jornalista terá acusado o dirigente do maior partido na oposição em Angola de estar a receber da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (CSSFAA), de forma fraudulenta, desde 2003, salários de general na reserva, quando, na opinião daquele, Costa Júnior nunca foi militar e muito menos graduado a tal patente pelo líder fundador da formação política, Jonas Savimbi.

O conselheiro da ERCA considera que Costa Júnior prejudica os militares do seu partido que estiveram, efetivamente, nas matas, mas que atualmente encontram-se fora da CSSFAA.

“A UNITA tem vários exemplos de militares que combateram ao lado de Savimbi, que deram a sua vida pelo líder e que hoje não são generais nem ganham um tostão pelo que fizeram”, salientou, desafiando o político visado a apresentar um documento que comprove que é brigadeiro.

Em reação a estas acusações, a UNITA disse que, ao fazer passar a matéria, a TV Zimbo ignorou “referentes éticos e deontológicos”, sendo tal prática peculiar na televisão com a sede em Talatona, sobretudo em períodos de campanha eleitoral.

O Secretariado da Comunicação e Marketing da organização política afirmou, através de uma nota, que Adalberto Costa Júnior foi patenteado ao grau de brigadeiro das FALA (extintas forças militares do partido), tal como aconteceu com outros militantes da missão externa.

Esta foi a segunda acusação, em pouco tempo, contra o líder da UNITA. Já na semana passada o diretor do Gabinete de Ação Psicológica e Informação da Casa de Segurança do Presidente, Norberto Garcia, mencionou que o político recebia salários como deputado sem se fazer presente na Assembleia Nacional, tendo depois Costa Júnior garantido que as suas ausências foram justificadas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo