Angola

Angola: UNITA e CASA-CE falam de estratégia do MPLA

Alcides Sakala
Alcides Sakala

A UNITA e a CASA-CE consideram que se trata de uma estratégia o regresso de alguns nomes conhecidos do MPLA a cargos que já ocuparam no tempo do antigo Presidente angolano José Eduardo dos Santos. 

Para os partidos na oposição, a formação política no poder está a preparar a sua campanha eleitoral e a procurar recuperar a popularidade que tem, alegadamente, vindo a perder. 

Os quadros reconduzidos agora em cargos que já ocuparam noutros tempos são dirigentes conhecidos, com muito potencial político. As mudanças na direção do MPLA devem ser entendidas no âmbito da preparação desta organização política para a sua campanha eleitoral”afirmou o deputado Alcides Sakala, da UNITA. 

Ainda segundo o político, “estas remodelações vão continuar à medida que se aproximam as eleições gerais e autárquicas, em que os partidos políticos apostam nos seus melhores quadros para a dinamização das suas políticas eleitorais”. 

Sakala realçou igualmente que as mudanças ocorrem tendo em conta não só a pré-campanha eleitoral, mas também “o protagonismo da oposição, da UNITA em particular, e a própria conjuntura nacional, caracterizada por uma crise social sem precedentes na história do País desde o fim da guerra civil”. 

Por sua vez, o deputado Felé António, da CASA-CE, declarou que “o MPLA está a perder popularidade na província de Luanda e, por isso, a direção do partido decidiu indicar como primeiro secretário do partido Bento Bento, que já ocupou o cargo de 2007 a 2016”. 

“O MPLA tem dificuldades para mobilizar as pessoas em Luanda para reforçar a sua organização. Com medo de perder eleições na capital do país, decidiu apostar em Bento Bento, uma figura influente que agora surge a retomar o cargo de primeiro secretário em Luanda”concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo