Angola: UNITA mantém congresso em dezembro e suspende membros

A UNITA aprovou, em segunda deliberação, a realização do seu XIII do Congresso Ordinário para 02 a 04 de dezembro deste ano. O anúncio foi feito pelo secretário de Comunicação e Marketing da formação política, Anastácio Ruben Sicato, nesta segunda-feira, 29 de novembro. 

O também porta-voz do XIII Congresso Ordinário da UNITA informou igualmente, em conferência de imprensa, que foram suspensos, preventivamente, os militantes que tentaram inviabilizar a realização do evento junto do Tribunal Constitucional de Angola

Os visados são Amaro Cambiante Caimana, Ana Junqueira da Cruz Domingos, Elisbey Bamba Setapi, Filipe Mendonça, Ilídio Chissanga Eurico, Manuel dos Prazeres de Kazoto e Sócrates Yava Kabeia. 

De acordo com Sicato, os militantes mencionados estão proibidos de participar do Congresso. A vigência da suspensão vigora desde o dia da votação, efetuada no domingo, 28 de novembro. 

O porta-voz do Congresso aconselhou as pessoas que se sentem lesadas, por eventuais actos de perseguições, a apresentarem queixa junto das autoridades competentes do Estado angolano. Anastácio Ruben Sicato desencorajou “todo e qualquer questionamento ligados à implicância dos líderes do partido em comportamento conflituosos no seio dos militantes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin