Angola: UNITA pede a militantes que se unam para a vitória

A vice-presidente da UNITA, Arlete Chimbinda, exortou nesta segunda-feira, 12 de abril, no Huambo, os militantes do seu partido a estarem mais unidos para fazer face aos próximos desafios eleitorais e da alternância do poder político em 2022. 

As declarações foram feitas no acto de abertura do ano político desta formação político-partidária. Segundo a dirigente, a mudança política constitui a principal via para melhoria da qualidade de vida do povo angolano. 

“Estamos em 2021, um ano crucial na história de Angola e de grandes transformações que exigem, acima de tudo, coragem, esperança e união de todos”, declarou. 

A mesma fonte lamentou a situação de vulnerabilidade de muitos angolanos, com destaque para a mulher zungueira e os moto-taxistas que diariamente lutam para prover o sustento das suas famílias. 

A problemática do desemprego, prosseguiu, tem estado na base do aumento do índice de delinquência juvenil no país, cuja solução passa, a seu ver, na alternância do poder político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

A ilha cabo-verdiana de Santo Antão registou uma redução “drástica” no número de turistas em 2020, uma vez que foram contabilizados apenas 12.620 no ano passado. Este…
Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

O Banco Mundial (BM) prevê que a economia moçambicana recupere gradualmente ainda neste ano de 2021. No entanto, alerta para os riscos significativos de uma queda, devido à incerteza sobre o caminho…
Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

O Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Alfonso Lopez, informou que o Ministério Público registou 2.577 casos pendentes a nível nacional. O anúncio foi…
Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin