Angola

Angola: UNITA propõe registo eleitoral independente

Reunião de membros da UNITA

A UNITA pediu a realização de um novo registo eleitoral antes das eleições autárquicas, que foram adiadas este ano e cuja data ainda continua por decidir. A não convocação desse sufrágio tem deixado o maior partido da oposição em Angola desconfiado.

Nesse âmbito, decidiu defender um novo registo eleitoral e independente. O objetivo é assegurar seriedade nas primeiras autárquicas do país. Foi durante um encontro de militantes do partido em Ndalatando, no último fim de semana, que o secretário-geral, Álvaro Tchikwamanga, incentivou os militantes a empenharem-se na realização dessas eleições.

“Estamos aqui para nos galvanizarmos para uma empreitada, a empreitada das eleições autárquicas e que são já para daqui alguns meses. Vamos continuar a trabalhar para as autarquias”, afirmou.

Tchikwamanga aproveitou ainda a ocasião para tecer críticas à repressão policial nas manifestações anti-Governo que tem decorrido em todo país.

“Enquanto eles nos batem porque nos manifestamos, porque apoiamos os jovens que se manifestam, nós temos ido lá como cidadãos. Defendamos os nossos direitos. Os nossos direitos são uma conquista e não são uma dádiva”, sublinhou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo