Angola: UNITA solicita afixação dos cadernos eleitorais nos municípios

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, pediu à Comissão Nacional Eleitoral para afixar os cadernos eleitorais nas zonas em que se registaram, principalmente nos municípios. 

O pedido foi feito nesta terça-feira, 03 de maio, durante a abertura da II Reunião Ordinária do Comité Permanente da Comissão Política, no complexo Sovsmo, em Luanda. 

Segundo Costa Júnior, o objetivo é dar a conhecer aos cidadãos onde vão exercer o seu direito de voto, indica o “Jornal de Angola”. Assim, o dirigente considera que serão evitados constrangimentos, sem cidadãos confusos com o local onde vão votar. 

Durante o discurso de abertura da reunião o político lamentou o facto de cidadãos terem dificuldade de aceder ao portal na Internet para verificarem os nomes nas listas de eleitores para este ano. “Os cidadãos que têm tentado verificar, através do sítio na Internet, se o seu nome consta nas listas, a resposta é que o serviço já não está a funcionar”, partilhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV apela à implementação de memorando em São Vicente

Cabo Verde: PAICV apela à implementação de memorando em São Vicente

O líder da Comissão Política Regional (CPR) do PAICV em São Vicente, Adilson Jesus, pediu ao presidente Augusto Neves que…
Timor-Leste: Governo aprova recrutamento de 600 efetivos para F-FDTL

Timor-Leste: Governo aprova recrutamento de 600 efetivos para F-FDTL

O Governo de Timor-Leste aprovou nesta quarta-feira, 04 de maio, o recrutamento de 600 efetivos para as Forças de Defesa…
UE seleciona Angola entre os países que podem fornecer gás

UE seleciona Angola entre os países que podem fornecer gás

A União Europeia (UE) quer diminuir a sua dependência da Rússia no que respeita ao fornecimento de Gás Natural Liquefeito…
União Europeia aumenta apoio militar à Moldávia

União Europeia aumenta apoio militar à Moldávia

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, anunciou nesta quarta-feira, 04 de maio, que a União Europeia (UE) vai “aumentar…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin