Angola: UNITA suspeita de campanha antecipada do MPLA

A União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) quer que o Presidente da República, João Lourenço, explique a origem dos fundos que têm sido usados pelos jovens unidos e solidários da Juventude do Movimento Popular de Libertação de Angola (JMPLA) nas alegadas ações de distribuição de bens à população em todo o país.

Para o líder do maior partido da oposição, Adalberto Costa Júnior, essas ações são negativas, pois apesar de a pobreza estar a piorar no território angolano, acrescentou, são usados jovens para a campanha antecipada do MPLA.

“É verdadeiramente vergonhoso o uso de jovens para as campanhas eleitorais antecipadas e, com certeza, com recurso aos fundos públicos”, criticou, pedindo esclarecimentos sobre o ocorrido.

Quanto às críticas do presidente do MPLA, João Lourenço, na recente reunião do Bureau Político (BP) do partido no poder, segundo as quais o discurso da oposição tem sido de “mentiras”, Costa Júnior recusou fazer quaisquer comentários.

“Ele falou aos militantes do MPLA no encontro do BP que dirige. Foi um discurso partidário, por isso não posso comentar”, esclareceu.

Sobre o processo do combate à corrupção, questionou o balanço do mesmo. Segundo o próprio, a UNITA solicitou recentemente ao chefe de Estado a partilha dos resultados do processo de repatriamento de capitais, mas sem sucesso.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Delegado da INAE de Nampula preso por corrupção

Moçambique: Delegado da INAE de Nampula preso por corrupção

O delegado da Inspeção Nacional das Atividades Económicas (INAE) de Nampula foi detido esta quinta-feira, 12 de janeiro, por ordens…
Brasil: Governo Federal estava ao corrente dos riscos da manifestação em Brasília

Brasil: Governo Federal estava ao corrente dos riscos da manifestação em Brasília

A nuvem do designado “apagão da inteligência federal”, que estaria na origem da falta de antecipação sobre a manifestação e…
Cabo Verde: PAICV considera liberdade de imprensa ameaçada

Cabo Verde: PAICV considera liberdade de imprensa ameaçada

O PAICV considera que a liberdade de imprensa em Cabo Verde está ameaçada. Um dos exemplos dados para essa afirmação…
Angola: FNLA diz que autárquicas não serão credíveis se CNE estiver dominada pelo MPLA

Angola: FNLA diz que autárquicas não serão credíveis se CNE estiver dominada pelo MPLA

A FNLA considera que mesmo que aconteçam as eleições autárquicas no país, esse não será um processo eleitoral credível se…