Angola

Angola vai contribuir com um milhão de euros para os PALOP

Angola vai contribuir, a partir do próximo mês de maio, com cerca de um milhão de euros para um projeto da comissão de trabalho dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Este foi criado para elaborar a história da luta de libertação dos Estados-membros da organização, constituída por Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné Equatorial. 

O anúncio foi feito em Luanda pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Téte António, no final da conferência de chefes de Estado e de Governo dos PALOP. O evento decorreu por videoconferência, sob orientação do Presidente da República, João Lourenço, na qualidade de líder cessante da organização lusófona. 

Ainda de acordo com Téte António, a comissão orçamentou em 1.800.000 euros os custos do trabalho a executar. 

Recorde-se que esta conferência marcou o fim da presidência rotativa de Angola a favor de Cabo Verde, para um mandato que irá manter-se até 2023. O Fórum PALOP tem existência legal desde 2014, tratando-se de um mecanismo de concertação político-diplomática e de cooperação entre os PALOP.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo