Angola

Angola: Vice-presidente da República pondera demissão

Vice-presidente da República de Angola, Bornito de Sousa

O vice-presidente da República de Angola, Bornito de Sousa, está a ponderar apresentar, nos próximos dias, o seu pedido de demissão do cargo que ocupa desde setembro de 2017. A informação foi avançada pelo “Correio Angolense”, através de uma fonte.

Segundo a mesma publicação, a razão pela qual o governante quer abandonar o cargo deve-se ao ostracismo que tem sentido, apesar de na carta oficial poder evocar razões de saúde. Em conversas privadas, o dirigente terá manifestado o seu descontentamento com as tarefas que lhe são delegadas pelo titular do poder Executivo e que, a seu ver, são praticamente nulas.

O “adjunto” do Presidente João Lourenço, que considera que deveria ter um papel mais interventivo, tornou-se alvo de ironias diárias nas redes sociais devido ao seu “sedentarismo”. O pedido de demissão não terá sido ainda apresentando pelo facto de estar aconselhar-se com alguns membros antigos do MPLA, depois de tê-lo feito já com a família, que lhe prometeu, alegadamente, todo o apoio em caso de avançar com a decisão.

“Ele sente-se desaproveitado, sente-se pouco mais que uma figura decorativa. Pensa que podia ter uma intervenção maior e mais contínua, o que não tem acontecido. Por isso pode apresentar proximamente o seu pedido de demissão, querendo fazê-lo sem provocar uma crise política no partido que, para ele, está acima de tudo e de todos”, declarou a mesma fonte, ajuntando que, “a três anos das próximas eleições, este é o timing ideal para o fazer”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo