Angola volta a pedir financiamento à China

O Governo Angolano formalizou hoje, 09 de outubro, em Pequim, um novo pedido de financiamento às autoridades da China, segundo a agência de notícias “ANGOP”. Os representantes do país asiático mostraram-se logo predispostos a disponibilizarem um montante de USD 2 mil milhões, com o objetivo destes serem investidos em projetos estruturantes.

O pedido de financiamento foi feito pelo Presidente da República, João Lourenço, no acto de abertura das conversações oficiais entre as delegações governamentais dos dois países. O dirigente angolano aproveitou o momento para pedir ainda um voto de confiança às autoridades da segunda maior potência económica do mundo.

“Peço que nos concedam essa oportunidade, para melhor servir os projectos de Angola”, declarou o Chefe de Estado, que partilhou o facto de considerar muito importante o apoio financeiro da China para o crescimento do país, e prometeu que iria usar bem os novos recursos disponibilizados.

“Para sermos bem-sucedidos, precisamos dos recursos financeiros, que prometemos usar bem, exclusivamente no interesse público, no interesse da economia e do desenvolvimento sócio-económico do país”, acrescentou João Lourenço.

A China é considerada o maior financiador estrangeiro de infra-estruturas angolanas, tendo começado por conceder a sua primeira linha de crédito a Angola em 2002. As autoridades angolanas estimam que a dívida acumulada de Angola para com a China atingiu cerca de 23 mil milhões de dólares até ao momento.

As novas conversações, lideradas pelo Presidente angolano e pelo seu homólogo Xi Jinping, resultaram assim na assinatura de um Acordo de Facilitação de USD 2 mil milhões, assinado entre o Banco de Desenvolvimento da China e o Ministério das Finanças de Angola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

O ex-primeiro-ministro angolano e militante do MPLA, Marcolino Moco, afirmou que o partido no poder, tal como o líder João…
Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

A Embaixadora de Moçambique em São Tomé e Príncipe, Osvalda Joana, partilhou a vontade do país que representa em reforçar…
Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

A presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santiago Norte, Carla Carvalho, afirmou que o “grande desafio” do mandato…
Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

O ministro da Educação em Portugal, Tiago Brandão Rodrigues, reafirmou nesta sexta-feira, 11 de março, que as escolas portuguesas estão preparadas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin