Espanha acusa ex-ministro das Finanças de Angola de corrupção

O ex-ministro da Finanças de Angola, Archer Mangueira, está a ser acusado de corrupção pelo fisco espanhol, juntamente com o vice-ministro do Comércio de Angola, Manuel da Cruz Neto.

Segundo a Justiça de Espanha, ambos receberam subornos para permitir a construção de um mercado de abastecimento em Luanda, capital angolana.

A Justiça espanhola concluiu que o antigo vice-ministro do Comércio, Manuel da Cruz Neto, o então diretor nacional do Comércio, Gomes Cardoso, e o antigo assessor económico de José Eduardo dos Santos e, mais tarde, ministro das Finanças, Archer Mangueira, terão recebido 450 mil dólares (381 mil euros).

Desse total, 200 mil dólares (quase 170 mil euros) terão sido para Manuel da Cruz Neto, 100 mil (85 mil) para Gomes Cardoso e 150 mil (127 mil) para Archer Mangueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 21 de julho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 21 de julho de 2021

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca “Eleições: Posser da Costa defende reclamações de Delfim e…
Candidaturas abertas para prémio pioneiro em biotecnologia

Candidaturas abertas para prémio pioneiro em biotecnologia

ALUMNI da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica e AMYRIS lançam prémio Internacional de Inovação em Biotecnologia Chama-se Amyris…
Angola: MPLA enaltece papel dos Comités de Ação

Angola: MPLA enaltece papel dos Comités de Ação

O primeiro secretário provincial do MPLA em Malanje, Norberto dos Santos, reconheceu no domingo, 18 de julho, o papel dos…
Candlelight reúne bandas para concertos únicos em Lisboa durante o verão

Candlelight reúne bandas para concertos únicos em Lisboa durante o verão

Bandas sonoras de anime, bandas sonoras mágicas e bandas sonoras com piano e trompete são os temas dos próximos concertos…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin