Angola | Segurança

Jornalista Mayama Salazar com paradeiro desconhecido

O jornalista e docente universitário Mayama Jorge Salazar está desaparecido desde a última segunda-feira. Fontes familiares informam que o desaparecimento aconteceu algumas horas após sair de casa para ir a uma reunião de caráter profissional no Instituto Superior Técnico de Angola (ISTA), instituição onde leciona e coordena o curso de Comunicação Social.

Por volta das 9 horas, Salazar enviou uma mensagem a pessoas do seu círculo familiar a dizer que estava a ser detido, sem no entanto especificar o local, nem as razões da sua detenção.

“Minutos depois de receber a mensagem tentei ligar e o telemóvel estava desligado”, contou um parente do jornalista identificado apenas por Manuel.

A família está a fazer diligências para encontrar a sua localização, sem sucesso, pelo que apela às autoridades para intervirem. “Já fomos a diversos lugares, esquadra, comandos policiais dos municípios e não o conseguimos localizar. Estamos a pensar ir ao Serviço de Investigação Criminal (SIC) dar a participação, já que desde segunda-feira a polícia foi informada e não diz nada”, explicou a mesma fonte, para quem este desaparecimento do jornalista e docente universitário é muito estranho.

Mayama Salazar destacou-se pela coragem na cobertura de factos jornalísticos mediáticos com destaque para atividades ligadas à Presidência da República e Assembleia Nacional. Fez a cobertura de um dos mais mediáticos casos de justiça de Angola, o julgamento do ex-chefe da secreta externa angolana, general Fernando Garcia Miala.

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo