Angola | Brasil

Ministro angolano garante que Angola e Brasil vão manter bom relacionamento com Bolsonaro no poder

Manuel Augusto, ministro das Relações Exteriores

Apesar do novo Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, ter tomado posse esta terça-feira, 01 de janeiro, o ministro das Relações Exteriores angolano garantiu que o relacionamento entre Angola e Brasil não vai sofrer alterações porque o mesmo é independente de quem governa. No entanto, sabe-se que as relações entre o Brasil e o resto do mundo vão mudar, a começar por África, algo que o agora Chefe de Estado brasileiro já afirmou.

Manuel Augusto, que esteve na cerimónia de tomada de posse de Bolsonaro, fez parte dos mais de 60 convidados estrangeiros para uma receção no Palácio do Itamaraty, onde garantiu, em declarações citadas pela imprensa brasileira, que as relações entre Luanda e Brasília são boas e vão continuar.

O governante sublinhou que existem todas as condições para que as relações entre Angola e Brasil possam “melhorar” porque “têm tudo para dar certo”, apontando como fator a ter em conta o vice-presidente Hamilton Mourão ter vivido um ano em Angola, sendo, por isso, um país que conhece muito bem.

Angola fez-se assim representar na cerimónia desta tomada de posse, marcada pelo forte aparato de segurança, com mais de 11 mil militares e polícias, e pelas mais de 500 mil pessoas que eram esperadas em Brasília, na Esplanada dos Ministérios, mas que acabaram por ser menos de 120 mil, de acordo com informações oficiais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo