UE seleciona Angola entre os países que podem fornecer gás

A União Europeia (UE) quer diminuir a sua dependência da Rússia no que respeita ao fornecimento de Gás Natural Liquefeito (GNL). Neste sentido, Angola é um dos países selecionado pela UE para a obtenção de GNL. 

Trata-se de uma estratégia que deverá ser aprovada ainda neste mês de maio pela UE, indica o “Portal de Angola”. A organização europeia pretende aprofundar a cooperação com países africanos, entre os quais Angola, Guiné-Equatorial, Nigéria e Senegal, para aumentar a compra de GNL e equilibrar assim as necessidades dos europeus a curto e médio prazo. 

Os países com capacidade para exportar gás, como Angola e Moçambique, poderão beneficiar ainda da vontade de Bruxelas em diversificar as compras. 

A UE prepara-se para comprar de África cerca de 10 milhões de toneladas de hidrogénio até 2030, de acordo com a “Rádio Nacional de Angola”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

A companhia TAAG Linhas Áreas de Angola vai receber cinco novos aviões até ao final de 2024.   Estas novas…
Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

O Festival Literário Internacional de Araxá (Fliaraxá), que terá lugar entre os dias 19 e 23 de junho, no município…
Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

A Autoridade Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) divulgou que os preços máximos dos combustíveis ficaram mais baratos em média 6%…
Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique está a tentar mobilizar 80 mil milhões de dólares americanos para pôr em prática a estratégia de transição energética…