Angola

Vice-presidente angolano Manuel Vicente julgado em Portugal por alegada corrupção

O processo conhecido como “Operação Fizz” vai seguir para julgamento, por isso o vice-presidente angolano visado, Manuel Vicente vai a julgamento em Portugal, por alegada corrupção quando era ainda Presidente da petrolífera angolana Sonangol.

Manuel Vicente é suspeito de ter subornado o procurador Orlando Figueira, na altura magistrado do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, para que fossem arquivados dois inquéritos, no valor de 760 mil euros, e assim obtidas decisões favoráveis. Um dos inquéritos estaria relacionado com a alegada aquisição de um imóvel de luxo no Estoril, o que ficou designado como caso “Portmill”.

A Procuradoria Geral da República acusa o vice-presidente angolano de crime de corrupção ativa, crime de branqueamento e um crime de falsificação de documento. Na “Operação Fizz” constam ainda os nomes dos advogados Paulo Branco, Armindo Pires, representante legal de Manuel Vicente em Portugal.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo