Brasil: Associação Comercial do Pará discutiu oportunidades de negócios, em Portugal

Evento promovido pela Universidade Corporativa da Associação Comercial do Pará (ACP), do Brasil, reuniu empresários que debateram as oportunidades de negócios em Portugal, em formato virtual, no último dia 22 de novembro.

Esta iniciativa contou com a participação de Jorge Portugal, presidente da Associação Paraense de Supermercados (ASPAS), de Sebastião Campos, presidente da Federação do Comércio do Pará (FECOMERCIO) e do Conselho Deliberativo do SEBRAE/PA, além de ter contado com o apoio da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, da Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil/Pará, da Federação do Comércio do Pará, da Associação Paraense de Supermercados (ASPAS), do vice-consulado de Portugal no Pará e de outras entidades parceiras.

Segundo Reginaldo Ferreira, diretor da Universidade Corporativa da ACP e presidente da Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil/Pará, esta ocasião foi oportuna para quem quer empreender e investir neste país europeu.

“Num mundo competitivo como o nosso, têm mais oportunidades os que informam ao mercado os seus produtos, vantagens e benefícios. Assim, entendemos ser extremamente importante passar informações sobre Portugal e as oportunidades de negócios existentes”, afirmou Ferreira.

O evento reuniu cerca de 300 participantes e, segundo a sua organização, “atendeu as expectativas dos organizadores porque envolveu diretamente duas entidades que congregam grande parte dos empresários interessados nos assuntos abordados, a Federação do Comércio do Pará e a Associação Paraense de Supermercados”.

“Na sequência deste evento, deveremos apresentar um plano que proporcionará maior conhecimento sobre Portugal e sobre as suas oportunidades, com uma possível ida a Portugal para visitar eventos importantes. A data será marcada de acordo com a disponibilidade de agenda disponível pelas entidades participantes”, disse Ferreira.

Ainda durante a reunião, foi abordado o segmento do turismo como de “grande possibilidade de negócios para Portugal e que será tratado adequadamente pelo grupo, com a inclusão de novos parceiros em próximas oportunidades”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin