Brasil: Bolsonaro recusa a responder se aceitará a derrota eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro (PL) acusou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de perseguição contra a sua candidatura, criticou as sondagens  de intenção de voto que mostram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como favorito na disputa pelo Palácio do Planalto e recusou-se a responder se irá aceitar uma eventual derrota nas urnas. “Vou esperar o resultado”, declarou Bolsonaro, em entrevista ao Jornal da Record.

“Eu não mando no Tribunal Superior Eleitoral. Eu argumento, mas não tem como convencê-los. Por exemplo, estou proibido de fazer live dentro da minha casa oficial, tenho que ir para a casa de alguém. Perseguição política. Não posso usar as imagens do 7 de Setembro no horário eleitoral gratuito nosso. Por quê?“, afirmou Bolsonaro.  No passado domingo, 25, o presidente escondeu o local da realização de uma transmissão ao vivo nas redes sociais, após a Corte o ter proibido de fazer lives em instalações públicas, como o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República. “O TSE fica o tempo todo aceitando qualquer ação de partidos, em especial do PT, para tentar atrapalhar a minha campanha”, acusou o chefe do Executivo, na entrevista.

Bolsonaro também negou-se a dizer se vai reconhecer o resultado da eleição em caso de derrota e voltou a colocar em dúvida a confiabilidade das urnas eletrónicas, sem apresentar provas ou indícios de irregularidades. “Eleições limpas, sem problema nenhum”, afirmou, sobre o aceitar a decisão dos eleitores. “Eu não acredito em pesquisas, não acredito no Datafolha. Eu ando pelo Brasil todo, sou bem recebido em qualquer lugar”, referiu. 

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…