Brasil: ONU manifesta preocupação com a violência política no processo eleitoral brasileiro

A porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, Ravina Shamdasani, fez um alerta sobre a violência política no Brasil, em vista  dos ataques contra o processo eleitoral e declarou estar “muito preocupada” com a situação  nas vésperas da eleição deste domingo. Sem citar o nome do presidente Jair Bolsonaro, a porta-voz criticou os ataques realizados contra as urnas eletrónicas e as ameaças de não reconhecimento dos resultados da eleição. 

“Notamos também que existem tentativas repetidas de colocar dúvidas sobre a credibilidade do sistema eleitoral e ameaças de não reconhecer os resultados da eleição. Isso representa um sério risco para o processo democrático”, referiu.

Destacando que os estados “tem a obrigação de garantir a total implementação de direitos políticos de seus cidadãos, em toda sua diversidade”. “E isso inclui criar um ambiente no qual eles podem fazer uma troca livre de informação e ideias, e onde a imprensa possa de maneira segura fornecer controle sobre o processo eleitoral”, afirmou.

“Estamos cientes dos informes sobre a violência política e estamos fortemente preocupados com o relato de violência contínua que envolve partidos políticos, apoiantes e candidatos”, disse a porta-voz do escritório. Num apelo, a ONU recomendou a “todos os líderes políticos e candidatos”, às vésperas da eleição de 2 de outubro, que tomem ações para não incentivar “o uso da violência contra oponentes políticos”. 

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola presente em reunião de ministros do G20

Angola presente em reunião de ministros do G20

O ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola, José de Lima Massano, vai chefiar a delegação angolana que…
Angola: Vice-Presidente recebe líder da OEACP–UE

Angola: Vice-Presidente recebe líder da OEACP–UE

A Vice-Presidente da República de Angola, Esperança da Costa, recebeu em audiência a líder da Assembleia Parlamentar da Organização dos…
Guiné-Bissau: Nuno Nabiam demite-se e qualifica Sissoco de “senhor absoluto”

Guiné-Bissau: Nuno Nabiam demite-se e qualifica Sissoco de “senhor absoluto”

O antigo Primeiro-ministro e conselheiro especial do Presidente da República, Nuno Gomes Nabiam demitiu-se das funções alegando a “falta de…
Guiné-Bissau: Venda ilícita de passaportes movimentou em dois anos 1.8 biliões de Fcfa

Guiné-Bissau: Venda ilícita de passaportes movimentou em dois anos 1.8 biliões de Fcfa

O Ministério do Interior da Guiné-Bissau informou esta segunda-feira, 19 de Setembro, ter detido 41 indivíduos de nacionalidade camaronesa, assim…