Brasil: ONU manifesta preocupação com a violência política no processo eleitoral brasileiro

A porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, Ravina Shamdasani, fez um alerta sobre a violência política no Brasil, em vista  dos ataques contra o processo eleitoral e declarou estar “muito preocupada” com a situação  nas vésperas da eleição deste domingo. Sem citar o nome do presidente Jair Bolsonaro, a porta-voz criticou os ataques realizados contra as urnas eletrónicas e as ameaças de não reconhecimento dos resultados da eleição. 

“Notamos também que existem tentativas repetidas de colocar dúvidas sobre a credibilidade do sistema eleitoral e ameaças de não reconhecer os resultados da eleição. Isso representa um sério risco para o processo democrático”, referiu.

Destacando que os estados “tem a obrigação de garantir a total implementação de direitos políticos de seus cidadãos, em toda sua diversidade”. “E isso inclui criar um ambiente no qual eles podem fazer uma troca livre de informação e ideias, e onde a imprensa possa de maneira segura fornecer controle sobre o processo eleitoral”, afirmou.

“Estamos cientes dos informes sobre a violência política e estamos fortemente preocupados com o relato de violência contínua que envolve partidos políticos, apoiantes e candidatos”, disse a porta-voz do escritório. Num apelo, a ONU recomendou a “todos os líderes políticos e candidatos”, às vésperas da eleição de 2 de outubro, que tomem ações para não incentivar “o uso da violência contra oponentes políticos”. 

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…