Brasil: Sondagens mostram 24% de transferência de votos para Lula, já na primeira volta

Sondagens internas dos partidos políticos e de institutos de pesquisa mostram tendência ao voto útil (transferência de votos de candidato com menos citações) para Lula. Como o ex-presidente já tem, na margem de erro das avaliações, vantagem matemática para vencer a eleição no primeiro turno, o voto útil pode ampliar essa possibilidade. Entre eleitores de Ciro, Tebet e outros candidatos, 24% mudariam o voto para Lula vencer no 1º turno. 

Segundo o diretor do Instituto Quest, Felipe Nunes, dos eleitores de Ciro, 27% mudariam o voto para Lula vencer no 1º turno (ou seja, 1,62 pontos); dos eleitores de Tebet, 30% topam mudar voto (ou seja, 1,5 pontos). Isso daria para Lula 49,12% dos votos totais, ou 53,9% de votos válidos.

A avaliação ouviu 2.000 pessoas em 120 municípios das cinco regiões do País entre os dias 24 e 27de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiabilidade de 95%. A pesquisa foi registrada com o número BR-04371/22.

Os trackings (sondagens internas rápidas) da campanha de Simone Tebet (MDB) também começaram a captar uma tendência de migração, especialmente entre os eleitores de Ciro Gomes (PDT).

Essa mudança criou na campanha de Simone a expectativa de que ela termine a corrida eleitoral em terceiro lugar, à frente de Ciro. Na campanha o assunto, porém, é considerado sensível.

Alguns dos interlocutores da candidata temem que o simples facto de mencionar que a tendência do voto útil está a surgir nos levantamentos internos – os chamados trackings – possa fazer com que as pessoas acreditem que a eleição está definida e apressem o final da disputa votando já em Lula ou Bolsonaro.

Carlos Vasconcelos- Correspondente 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…