Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia, em dura resolução aprovada pela Organização das Nações Unidas contra os ataques do governo de Vladimir Putin. 


A resolução não possui efeito jurídico, mas impacta politicamente a Rússia, que passa a ser oficialmente reconhecida como uma agressora e fica isolada dentro do cenário internacional. O discurso de Bolsonaro, de que o Brasil não pode tomar partido sobre o assunto sob o risco de sentir efeitos económicos de sua posição, deu lugar na ONU à fala do embaixador brasileiro Ronaldo Costa Filho na Assembleia Geral, que, apesar de criticar a atuação da organização no episódio, apoiou o pedido de cessar-fogo imediato.


O texto “deplora nos termos mais fortes a agressão da Rússia contra a Ucrânia” e exige que a Rússia “cesse imediatamente seu uso da força contra a Ucrânia”, além de pregar a “retirada imediata, completa e incondicional de todas as suas forças militares”.


Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

São Tomé e Príncipe: Carlos Vila Nova acredita novos embaixadores

São Tomé e Príncipe: Carlos Vila Nova acredita novos embaixadores

O Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Carlos Vila Nova acreditou esta terça-feira, no Palácio Presidencial quatro novos…
São Tomé e Príncipe: Comissão Económica da ONU em São Tomé

São Tomé e Príncipe: Comissão Económica da ONU em São Tomé

A Comissão Económica da ONU para África está em São Tomé e Príncipe, com o objetivo de discutir com o…
Moçambique: Exoneração do Primeiro Ministro

Moçambique: Exoneração do Primeiro Ministro

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea b) do número…
Angola: Angolanos fugidos da Ucrânia podem chegar este mês

Angola: Angolanos fugidos da Ucrânia podem chegar este mês

O Governo angolano está a analisar a possibilidade de fretar um avião com o objetivo de trazer para Luanda os angolanos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin