Brasil: Banco Mundial diz que a pandemia trará efeitos negativos nos próximos nove anos

O Banco Mundial divulgou na terça-feira (20/7), um relatório em que afirma que a crise económica causada pela pandemia deve provocar efeito negativo sobre empregos e salários no Brasil nos próximos nove anos. Já são cerca de 14 milhões de desempregados no país e a situação deve agravar-se.

Conforme o relatório, denominado “Emprego em crise: Trajetórias para melhores empregos na América Latina pós-Covid-19″, os países da região costumam precisar de “muitos anos” para recuperar quando há perda de emprego em crises económicas.

Além disso, ressalta o documento, as “grandes sequelas” tendem a persistir na região por muitos anos, levando os países da América Latina à redução “longa e expressiva” dos índices de emprego formal.

“No Brasil e no Equador, embora os trabalhadores com ensino superior não sofram os impactos de uma crise em termos salariais e sofram apenas impactos de curta duração em matéria de emprego, os efeitos sobre o emprego e os salários do trabalhador médio ainda perduram nove anos após o início da crise”, diz o relatório.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, o desemprego no Brasil alcançou 14,7% no primeiro trimestre do ano e manteve-se em patamar recorde, atingindo 14,8 milhões de pessoas.

Carlos Vasconcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste já recebeu ajuda de mais de mil médicos cubanos

Timor-Leste já recebeu ajuda de mais de mil médicos cubanos

O chefe da Brigada Médica Cubana em Timor-Leste, Juan Carlos Chavez, afirmou que mais de mil médicos cubanos já prestaram…
Cabo Verde: Líder da UCID comenta prisão de Amadeu Oliveira

Cabo Verde: Líder da UCID comenta prisão de Amadeu Oliveira

O líder da UCID, António Monteiro, mostrou-se surpreso nesta terça-feira, 20 de julho, com a decisão do Tribunal da Relação…
Brasil : No Rio de Janeiro 600 mil pessoas não tomaram a segunda dose da vacina contra Covid-19

Brasil : No Rio de Janeiro 600 mil pessoas não tomaram a segunda dose da vacina contra Covid-19

Apesar do avanço da campanha de vacinação, o Estado do Rio de Janeiro tem 600 mil pessoas com a segunda…
Angola: MPLA defende-se da acusação de aliciar militantes da UNITA

Angola: MPLA defende-se da acusação de aliciar militantes da UNITA

O MPLA negou as acusações sobre o alegado “aliciamento” feito por parte do partido no poder aos militantes da UNITA,…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin