Brasil: Bolsonaro convoca comandantes militares e OEA numa tentativa de mudar os rumos da eleição

Em mais uma tentativa de mudar os rumos da eleição presidencial, o presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL) convocou à pressa ministros de governo e comandantes das Forças Armadas para reunião extraordinária no Palácio da Alvorada nesta quarta-feira (26/10). O chefe do Executivo antecipou. assim a volta para a capital federal.

Bolsonaro estava num compromissos de campanha em Minas Gerais, e a previsão inicial é que dormiria no Rio de Janeiro (RJ), mas desistiu da ideia. A reunião foi agendada depois do ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), rejeitar o pedido da campanha do presidente para que a Corte investigasse a suposta supressão de propagandas em rádios.

Em entrevista a jornalistas depois da reunião, Bolsonaro disse que irá “às últimas consequências” contra decisão do ministro Alexandre de Moraes. “Da nossa parte, iremos às últimas consequências dentro das 4 linhas da Constituição fazer valer o que as nossas auditorias constataram”, disse. “Está comprovada a diferenciação de tratamento dispensado a outro candidato, que poderia — não posso afirmar — até ter participação dele em algum momento”, afirmou o presidente.

Além de ministros e comandantes das Forças Armadas, foram convocados por Bolsonaro integrantes da OEA (Organização dos Estados Americanos). Quatro carros da organização chegaram ao Palácio da Alvorada às 21h, depois da declaração aos repórteres. “Em cidades que achava que iria bem, na nossa análise, pode ter havido outros fatores, mas se deve também às inserções, que fizeram a diferença ou deveriam ter feito”, disse.

Segundo Bolsonaro, o presidente do TSE recebeu as provas dentro do tempo solicitado e surpreendeu a campanha ao determinar à Corregedoria Geral Eleitoral que apure-se se houve uso irregular do Fundo Partidário para pagar o estudo que aponta o corte das inserções. “O presidente do TSE recebeu as provas no tempo hábil, nos cobrou 24 horas, o pessoal virou a noite trabalhando nisso, eu por vezes fui acordado e cochilei, prestamos na hora certa”.

Bolsonaro também criticou a determinação de Moraes de juntar a decisão de hoje ao inquérito das milícias digitais no STF (Supremo Tribunal Federal), que apura a suposta existência de grupos organizados para desestabilizar instituições democráticas. “Nos surpreende Moraes simplesmente inverter o processo […] no que depender de mim, será contratada essa 3ª empresa de auditoria, mais uma prova de que inserções foram potencializadas e muito pelo outro lado”.  O presidente completou: “Sabemos que está em cima, eleições estão aí, mas o meu lado foi muito prejudicado e não foi de agora”.

De acordo com o ministro Moraes, o pedido da campanha é “genérico” e a acusação de fraude não tem “qualquer comprovação”. Também declarou que o levantamento da Audiency Brasil Tecnologia se vale de uma metodologia falha, “que não oferece as condições necessárias de segurança para as conclusões apontadas pelos autores”, e disse que a empresa não atua na área de auditoria. 

Carlos Vasconcelos – Correspondente

2 Comments

  1. Caio Rodigo

    O Brasil está sendo assaltado, ai vem um “jognalista” lacrador e escreve, “numa tentativa de mudar as eleições”? Essa imprensa suja e sedenta por dinheiro público está ficando desesperada.

  2. Átila Mentz

    É visível ao mais desinformado dos brasileiros o esforço coordenado mas também desesperado que as forças “não tão ocultas” estão fazendo nesta reta final de campanha. Resta aguardar agora a votação para comprovar o quanto os brasileiros conscientes são fortes para enfrentar o poder dos “amigos do rei”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Crise no MADEM pode levar à criação de partido da facção de Sissoco Embaló

Guiné-Bissau: Crise no MADEM pode levar à criação de partido da facção de Sissoco Embaló

A crise política no país é latente desde dissolução da Assembleia Nacional Popular (ANP) em Dezembro, mas está a afectar…
"O nosso planeta está à beira do precipício” alerta António Guterres na Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente

"O nosso planeta está à beira do precipício” alerta António Guterres na Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente

O secretário-geral da ONU, António Guterres, voltou a reforçar o alerta que o planeta está “à beira do abismo” devido…
Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…