Brasil: Bolsonaro declara que sua filha de 11 anos não será vacinada e diz que Justiça não deve obrigar

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta segunda-feira (27) que espera que o Judiciário não interfira na vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Ele também ressaltou que sua filha Laura, de 11 anos, não será vacinada.

“Estamos conversando com o [ministro da Saúde, Marcelo] Queiroga nesse sentido. Ele, dia 5, deve ditar normas de como é que deve se vacinar crianças. Eu espero que não haja interferência do Judiciário; Espero, porque a minha filha não vai se vacinar — deixar bem claro. Ela tem 11 anos de idade”, disse o presidente ao conversar com a imprensa, em Santa Catarina.

A imunização do público infantil é tema de uma consulta pública do Ministério da Saúde. A pasta deve realizar uma audiência sobre o assunto em 4 de janeiro e bater o martelo sobre a vacinação no dia seguinte.

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

México: Sacerdote ameaçado de morte, “Sinto-me como um capelão de guerra”

México: Sacerdote ameaçado de morte, “Sinto-me como um capelão de guerra”

Os Mexicanos foram às urnas no dia 2 de Junho, num contexto de violência desenfreada, incluindo um total de 45…
Angola e Hungria avançam com Memorandos de Entendimento

Angola e Hungria avançam com Memorandos de Entendimento

Angola e Hungria assinaram dois Memorandos de Entendimento nesta segunda-feira, 03 de junho, em Budapeste, capital húngara.  Após a assinatura dos…
Zelensky considera Trump um “Presidente falhado” se propuser mau acordo de paz

Zelensky considera Trump um “Presidente falhado” se propuser mau acordo de paz

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, partilhou que o ex-Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) e que concorre novamente ao…
EUA consideram que cabe ao Hamas aceitar cessar-fogo em Gaza

EUA consideram que cabe ao Hamas aceitar cessar-fogo em Gaza

O secretário de Estado dos Estados Unidos da América (EUA), Antony Blinken, afirmou que cabe ao movimento islamita palestiniano Hamas aceitar…