Brasil:  Brasileiros já são os maiores investidores no mercado imobiliário de Portugal, com € 30 bilhões 

A revista Forbes revelou que os brasileiros já são a maior comunidade de investidores estrangeiros em Portugal, com 30 bilhões de euros movimentados no setor imobiliário. Neste ano já representam 19% dos investimentos internacionais no país, no mercado de imóveis residenciais.

Principal destino do fluxo migratório de brasileiros para a Europa, Portugal vive a história às avessas. A comunidade da ex-colônia bateu um novo recorde em junho deste ano, com 250 mil brasileiros a viver legalmente em Portugal, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

De acordo com a publicação, a presença quotidiana por todo o território português é mais palpável onde a disputa pelo mercado imobiliário é acirrada. Na Avenida Liberdade, onde o metro quadrado do imóvel residencial custa 11 mil euros, os brasileiros representam 13% dos estrangeiros com imóveis na região – a maior comunidade estrangeira instalada no coração de Lisboa.

Até 2019, os franceses lideravam como principais investidores, com 16% do fluxo de capital externo em imóveis para moradia em Portugal. Em 2020, os brasileiros passaram a liderar o ranking e ganharam peso como um dos principais agentes no mercado imobiliário português. 

A empresa imobiliária REMAX, uma das maiores da Europa, explica que em julho de 2022, 19% dos investimentos internacionais em imóveis em Portugal saíram de bolsos brasileiros. “O mercado ainda não se recuperou nas vendas de unidades, mas já superou 2019 no montante dos investimentos”, disse Eliane Ribeiro, consultora de imóveis brasileira que atua na empresa.

Entre janeiro e julho de 2022, os vistos gold concedidos a brasileiros levaram 36,3 milhões de euros de investimentos a Portugal (a autorização de residência depende da compra de um imóvel de pelo menos 500 mil euros, ou da transferência de pelo menos 1,5 milhão de euros em capital ao país). 

No segundo trimestre deste ano, os brasileiros realizaram 12% das compras de imóveis acima de 1 milhão de euros por estrangeiros. Desde a reabertura das fronteiras, Portugal virou um hub para investidores institucionais e pessoas físicas com grandes fortunas. “Muitos clientes já tinham imóveis no país como uma estratégia de investimento e decidiram se mudar para cá, o que elevou o ticket da compra”, explicou Fabiano Penedo, diretor comercial na Global Trust.

Na Rio Capital, o gosto brasileiro gerou alterações em projetos, como a transformação de todos os quartos de uma planta em suítes, conta o CEO, Alexandre Mangabeira. Um dos grandes sucessos da empresa entre os brasileiros, o Cruz da Pedra Palace vendeu quase instantaneamente imóveis de 1,76 milhão de euros.

Brasileiros dão preferência a imóveis com vista para o mar ou para o rio. De olho nessa procura, a VIC Properties escolheu a beira do Tejo em Lisboa para erguer uma das suas principais apostas para o ano: o Prata Riverside Village. Assinado pelo arquiteto Renzo Piano e com unidades de até 1,26 milhão de euros, 15% dos compradores internacionais são brasileiros, o maior público estrangeiro do projeto.

Já na Athenas Advisers, que tem dois empreendimentos na região da capital, nem os imóveis de 4,3 milhões de euros espantaram os brasileiros. Pelo contrário: o número de interessados, aumentou nos últimos tempos.

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…
Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

O líder da UCID, João Santos Luís, comentou nesta terça-feira, 03 de janeiro, a mensagem de Ano Novo do Presidente…
Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

No dia em que assumiu a presidência do Brasil pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva assinou vários decretos…
Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Arrancou ontem, 03 de janeiro, em Moçambique, o processo de Recenseamento Militar edição 2023, sob o lema: “Recenseamento Militar: Promovendo…