Brasil: Cidadãos não estão familiarizados com ameaças terroristas

Nos preparativos para o esquema de segurança para os Jogos Olímpicos Rio 2016, o Ministério da Defesa, a a Polícia Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), aperceberam-se da falta de familiaridade dos brasileiros com ameaças terroristas, o que preocupa estas entidades, segundo a Agência Brasil.

Após os atentados de novembro em Paris, aumentaram, nas avaliações da Abin, os alertas sobre as ameaças terroristas em grandes eventos desportivos.

Os órgãos brasileiros de defesa, segurança e inteligência resolveram, então, preparar eventos de consciencialização junto dos profissionais que vão lidar diretamente com o público durante os Jogos, como funcionários da rede hoteleira, taxistas e seguranças privados de centros comerciais, entre outros, para que saibam identificar situações de risco e agir adequadamente.

“O objetivo é passar para essas audiências uma informação mais qualificada. Queremos sensibilizar, para que as pessoas tomem de imediato uma atitude perante uma ameaça”, disse o general Mauro Sinott Lopes, responsável pelo Comando Conjunto de Combate ao Terrorismo das Forças Armadas.

Chamados de Estágio de Percepção de Ameaças Terroristas, os eventos já ocorreram no Rio de Janeiro e em São Paulo e serão realizados também em Belo Horizonte, Salvador e Manaus, todas cidades em que serão disputadas partidas do futebol olímpico.

A Abin está preocupada com a ação de indivíduos solitários, que possam ser contaminados pela ideologia radical de grupos radicais e decidam agir por conta própria durante os Jogos Olímpicos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…