Brasil encerra fronteiras aéreas com países da África Austral por causa da variante Ómicron

Brasil decidiu fechar suas fronteiras aéreas para África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. O Ministério da Saúde brasileiro emitiu na 6ª feira (26.nov) um alerta de risco para a variante ômicron às secretarias de Saúde.

O documento, elaborado pela Rede CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), orienta para a notificação imediata de casos suspeitos da nova cepa à pasta. O Brasil ainda não tem nenhum caso identificado da nova variante.

A situação ainda não afetou as viagens partindo do Brasil. Das nações europeias, 41 aceitam a entrada de viajantes saindo do país. Destas, 29 estão abertas a brasileiros sem restrições, como isolamento ou testes para a covid-19, desde que eles estejam totalmente vacinados. Ou seja, é necessário ter completado o 1º ciclo de vacinação.

Até o momento, a Áustria restringiu as entradas para turistas de todos os países. O bloqueio começou a 22 de novembro, e irá estender-se até 13 de dezembro. Viagens com outras finalidades são permitidas para brasileiros totalmente imunizados contra a covid. O país decretou um lockdown até esta 4ª feira (1.dez).

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin