Brasil: Grupo indígena processa Bolsonaro por “genocídio”

Uma organização indígena brasileira pediu ao Tribunal Penal Internacional (TPI) para investigar o presidente Jair Bolsonaro por “genocídio” e “ecocídio”, acusando-o de perseguir povos indígenas e destruir as suas terras natais.

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) alegou que deu entrada no tribunal de Haia um processo que visa o presidente brasileiro por causa da sua “uma política antiindígena explícita, sistemática e intencional” desde que assumiu o cargo em 2019.

“Acreditamos que existam atos em andamento no Brasil que constituem crimes contra a humanidade, genocídio e ecocídio”, disse Eloy Terena, coordenador jurídico do grupo, em nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: Governo vai passar a controlar preços no país

Moçambique: Governo vai passar a controlar preços no país

O Governo moçambicano informou que vai passar a determinar e a controlar, a partir das próximas duas ou três semanas,…
Angola: Governo fala sobre crescimento do setor não petrolífero até 2050

Angola: Governo fala sobre crescimento do setor não petrolífero até 2050

O ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola, Manuel Nunes Júnior, avançou que o setor de produtos não…
Cabo Verde passa a considerar novas empresas como "grandes contribuintes"

Cabo Verde passa a considerar novas empresas como "grandes contribuintes"

Uma alteração à portaria de 2013 aprovada pelo Ministério das Finanças de Cabo Verde leva a que as autoridades tributárias…
Universidade de Coimbra lidera projeto para combater a obesidade e promover a saúde ao longo da vida

Universidade de Coimbra lidera projeto para combater a obesidade e promover a saúde ao longo da vida

O projeto “PAS GRAS: redução de riscos metabólicos, determinantes ambientais e comportamentais da obesidade em crianças, adolescentes e jovens adultos”,…