Brasil: Já são mais de um milhão de jovens inscritos pela primeira vez para votar este ano

Os jovens brasileiros resolveram participar das próximas eleições depois de três décadas de afastamento. Esta informação é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que começou a registar um aumento no número de jovens interessados em votar no pleito deste ano.

Segundo dados da Justiça Eleitoral, o número de alistamentos eleitorais realizados nos três primeiros meses de 2022 cresceu em relação às duas últimas eleições gerais no país. De janeiro e março, o Brasil ganhou 1.144.481 novos eleitores na faixa etária de 15 a 18 anos. Já nos pleitos de 2018 e 2014, foram emitidos 877.082 e 854.838 novos títulos, respectivamente.

As novas emissões ocorrem em meio a uma campanha de mobilização promovida  pela Justiça Eleitoral nas redes sociais. Celebridades como Anitta, Zeca Pagodinho, Whindersson Nunes, Juliette e também internacionais, como o ator norte-americano Mark Ruffalo, participaram do chamamento.

De acordo com as estatísticas oficias, até janeiro deste ano, o TSE registrava, no total, pouco mais de 730 mil títulos emitidos para jovens de 16 a 17 anos de idade. Para os adolescentes de 16 e 17 anos, o voto é facultativo.

Para o cientista político e analista do TSE Diogo Cruvinel, o interesse recorde dos jovens pelo primeiro título se justifica por alguns fatores. “A Justiça Eleitoral sempre realiza campanhas de conscientização e incentivo ao eleitorado como um todo, em especial aos jovens, por meio da mídia e nas escolas. Neste ano, pela primeira vez, a campanha contou com a adesão espontânea de artistas e influenciadores, que dialogam diretamente com esse eleitorado, o que ajudou a impulsionar esses números”, avalia.

Segundo ele, além disso, vivemos no Brasil um momento de acirramento dos discursos políticos, com uma maior polarização.

“Esse cenário tende a incentivar os jovens a terem um maior engajamento e, por consequência, procuram participar mais ativamente do processo eleitoral. E, para tanto, é necessário ter o título de eleitor. A população tem se conscientizado cada vez mais sobre isso”, analisa.

Em 2022, o cadastro eleitoral seguirá aberto até o próximo dia 4 de maio, data-limite para que o eleitor solicite o título, transfira o domicílio eleitoral e regularize eventuais pendências com a Justiça Eleitoral.

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

STP: Juiz Silva Cravid reeleito para segundo mandato

STP: Juiz Silva Cravid reeleito para segundo mandato

O Juiz Silva Gomes Cravid foi reeleito esta esta quinta-feira, 21 de Abril, para o seu segundo mandato como Presidente…
Guiné-Bissau: Serviço de Informação do Estado tem um novo Director Geral

Guiné-Bissau: Serviço de Informação do Estado tem um novo Director Geral

O Presidente, Umaro Sissoco Embaló, exonerou o Director dos Serviços de Informação do Estado (SIS), o Major-General, José António Marques,…
Moçambique: Mais de 100 famílias deslocadas em Lichinga recebem apoio do Conselho Cristão

Moçambique: Mais de 100 famílias deslocadas em Lichinga recebem apoio do Conselho Cristão

Cento e sete famílias deslocadas de vários pontos da província de Cabo Delgado devido aos ataques terroristas, que se encontram…
Brasil: Piloto brasileiro de Rally participa em provas em Portugal

Brasil: Piloto brasileiro de Rally participa em provas em Portugal

Adroaldo Weisheimer, bicampeão brasileiro de Rally, conhecido como Major, que conta com 33 anos de idade, vai participar em duas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin