Brasil: Morrem duas crianças menores de 5 anos por dia de covid-19, aponta Fiocruz

Desde o início da pandemia, foram registadas duas mortes de crianças menores de cinco anos por dia, de acordo com análise feita por coordenadores do Observatório de Saúde na Infância – Observa Infância, no âmbito do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), da Fiocruz, no Brasil.

Ao todo, 599 crianças nesta faixa etária faleceram por Covid-19 em 2020. No ano seguinte, o número subiu para 840, somando 1439 crianças mortas nos dois primeiros anos de pandemia. A Região Nordeste concentra quase metade destes óbitos.

Os dados, recolhidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), foram analisados por Cristiano Boccolini e Patricia Boccolini, coordenadores do Observatório. A análise mostra que crianças de 29 dias a um ano de vida são as mais vulneráveis.

“Bebés nessa faixa etária respondem por quase metade dos óbitos registados entre crianças menores de cinco anos. É preciso celeridade para levar a proteção das vacinas a bebés e crianças, especialmente de seis meses a três anos. A cada dia que passamos sem vacina contra a Covid-19 para menores de cinco anos, o Brasil perde duas crianças”, mencionou Patricia.

Cristiano explica que os dados referem-se a óbitos infantis em que a Covid-19 foi registada como causa básica e àqueles em que a Covid-19 é uma das causas da morte, ou seja, a infeção agravou alguma condição de risco pré existente ou esteve associada à causa principal do óbito.

“Na análise do Observa Infância, consideramos também as mortes em que a Covid-19 agravou um quadro preexistente. Quer dizer, embora nem todas estas crianças tenham morrido de Covid-19, todas morreram com Covid-19”, esclareceu este pesquisador.

Dados preliminares divulgados pelo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde do Brasil indicam que a média de duas mortes diárias se mantém este ano. Entre janeiro e 13 de junho de 2022, o Brasil contabilizou 291 mortes por Covid-19 entre crianças menores de cinco anos.

Nem todos os países registam os óbitos por Covid-19 com informações por faixa etária. Até junho de 2022, dados coletados pela Unicef em 91 países mostram que a Covid-19 foi a causa básica de óbito de 5376 crianças menores de cinco anos no mundo. O Brasil responde por cerca de uma em cada cinco destas mortes.

Ígor Lopes

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: RENAMO exige suspensão da data de repetição das autárquicas

Moçambique: RENAMO exige suspensão da data de repetição das autárquicas

A RENAMO anunciou, esta semana, que vai interpor uma providência para suspender a repetição das eleições autárquicas, marcadas para 10…
Moçambique: Centro de Formação Profissional de Pemba inaugura instalações de carpintaria e mercenária

Moçambique: Centro de Formação Profissional de Pemba inaugura instalações de carpintaria e mercenária

Foi inaugurado, no início desta semana, em Pemba, na província de Cabo Delgado, uma carpintaria e uma marcenaria do Centro…
Angola: MPLA quer jovens em ações de desenvolvimento

Angola: MPLA quer jovens em ações de desenvolvimento

A primeira-secretária do MPLA no Cunene, Gerdina Didalelwa, defende a participação ativa dos jovens em ações destinadas ao desenvolvimento socioeconómico…
Moçambique quer retomar acordo com África do Sul sobre extradição de prisioneiros

Moçambique quer retomar acordo com África do Sul sobre extradição de prisioneiros

A ministra da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos de Moçambique, Helena Kida, espera que o país que representa e a…