Brasil

Brasil: Polícia efectua buscas na casa de vereador do Rio no caso do assassinato de Marielle Franco

Marielle Franco

A residência do vereador Marcello Siciliano do Rio de Janeiro foi alvo de buscas, e apreensão de diverso material, revelou esta sexta-feira 14 de Dezembro a TV Globo, que precisou que a acção está relacionada com os assassinatos ocorridos em Março da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes.

Durante as investigações uma testemunha afirmara à polícia que Marcello Siciliano, juntamente com o antigo agente da polícia militar Orlando Oliveira de Araújo, planeara o assassinato da vereadora. Os dois suspeitos negam qualquer envolvimento na morte da vereadora.

O general Richard Nunes, secretário da Segurança Pública do Rio de Janeiro, em declarações ao jornal “O Globo” revelou que o crime já estava ser planeado desde 2017, sendo que milicianos são os principais suspeitos. Para general Richard Nunes os milicianos receavam que Marielle Franco pudesse colocar entraves numa questão de terrenos na zona oeste do Rio de Janeiro.

Marielle Franco e Anderson Gomes foram mortos na noite de 14 de Março quando a vereadora regressava a casa depois de ter participado num evento sobre violência contra mulheres negras. Nesse momento um carro parou ao lado do veículo onde estava a vereadora e desconhecidos alvejaram mortalmente Marielle Franco assim como o seu motorista. Uma assessora da vereadora que também estava também estava no veículo sofreu alguns ferimentos com os estilhaços provocados pelos disparos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo