Brasil: Prefeito do Rio de Janeiro desconfia do modelo de privatização de aeroporto e pede ajuda de Tribunal e Ministério Público

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, criticou ontem o modelo de privatização do aeroporto Santos Dumont, na capital do Brasil. Na rede social Twitter, Paes levantou dúvidas sobre o facto do edital prever a concessão do aeroporto no mesmo lote de outros três terminais do Estado de Minas Gerais.

“Parece licitação dirigida” escreveu o prefeito, demonstrando desconfiança sobre o processo licitatório. “Será que isso não é um facilitador para quem já tem a concessão de aeroportos em Minas, especialmente de Confins?”

Na publicação, o prefeito pede ainda “apuração com lupa” pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e o Ministério Público.

O prefeito Eduardo Paes é um crítico do modelo adotado por temer um esvaziamento do Galeão, o que, na sua avaliação, poderia fazer com que o Rio deixasse de ser atrativo para rotas internacionais que usam aviões de grande porte, já que as pistas do Santos Dumont têm capacidade menor.

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin