Brasil: Suprema Corte prepara-se para se defender dos apoiantes de Bolsonaro durante as eleições do próximo ano

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai estar bem mais preparado para 2022, ano eleitoral, em relação à Segurança. Segundo nota divulgada pela Corte, o STF contratou uma empresa para fornecer “tecnologias não letais”, como granadas de emissão não letal, munições e lançadores de munições.

O Supremo tomou como exemplo a invasão do congresso norte-americano, em Washington (EUA), aquando da posse do presidente Joe Biden. Os partidários do ex-presidente Donald Trump não aceitavam a decisão. De acordo com o Supremo, a aquisição dos materiais “visa permitir que a equipa de segurança garanta o direito da livre manifestação do pensamento, preservando vidas e o património público”.

A Corte, no entanto, declarou que os itens não são explosivos. No caso das granadas, por exemplo, apenas “geram volume de fumaça com princípios ativos químicos para dispersar confrontos, preservando vidas e evitando o uso de armas de fogo e demais equipamentos de maior potencial ofensivo”. As reações dos apoiantes do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, estão por detrás das preocupações das autoridades judiciárias.

No comunicado, o STF ainda disse que “ações violentas e ameaças exigiram uma preparação maior para salvaguardar as instituições sem prejuízo das legítimas reinvindicações”.

Somente nas manifestações de 7 de Setembro, foram sete as tentativas de invasão do Supremo.

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin