Brasil: Turismo cresceu 12% em relação a 2020 no país

O turismo nacional brasileiro faturou R$ 152,4 mil milhões em 2021, de acordo com levantamento do Conselho de Turismo (CT) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). 

Este valor representa um crescimento percentual de 12% em relação a 2020. Entretanto, o nível ainda está 24,2% abaixo de 2019, quando o setor faturou R$ 201,2 mil milhões – já descontada a inflação. Dentre as atividades, o transporte aéreo foi o mais importante para o crescimento anual, com alta de 28% e um faturamento acumulado de R$ 37,7 mil milhões. Na sequência, veio o grupo de alojamento e restauração, que registou crescimento de 13,1%, faturando R$ 45,2 mil milhões. 

As variações destes segmentos foram mais acentuadas também por terem registado as maiores retrações em 2020 (-50,8% e -36%, respetivamente). Entretanto, isso não anula a recuperação sólida que obtiveram no ano passado, com a reabertura da economia, graças à vacinação. Os outros grupos que apontaram aumento em 2021 foram: transporte aquaviário (8,8%), transporte terrestre (7,2%), aluguer de veículos, agências e operadoras (2,5%) e atividades culturais, recreativas e esportivas (1,6%). 

Em dezembro, o faturamento do turismo brasileiro foi de R$ 16,7 mil milhões, alta de 22,6% em comparação ao mesmo período de 2020. O destaque ficou por conta do setor aéreo, com crescimento de 60,6% em relação a dezembro do ano anterior. O segmento obteve o maior faturamento do turismo: R$ 5,2 mil milhões. Já os serviços de alojamento e alimentação registraram alta anual de 15,7% (faturamento de R$ 4,9 mil milhões), enquanto as atividades culturais, recreativas e esportivas apontaram crescimento de 13,1% (R$ 1,16 mil milhões).  

As demais elevações foram observadas nas atividades de transporte aquaviário (13,3%), transporte terrestre – intermunicipal, interestadual e internacional – (9,5%) e locação de meios de transporte, agência de turismo, operadoras e outros serviços de turismo (2,7%). Os três segmentos demonstraram um crescimento maior a partir de setembro, beneficiando-se também da vacinação, da abertura da economia e da maior oferta de serviços turísticos (dos preços ainda atrativos), além da volta dos eventos sociais. 

Maior prazo para reembolso e redução de imposto 

O turismo, que deixou de faturar quase R$ 110 mil milhões com a pandemia, enfrenta aumento de impostos, nova variante do coronavírus, inflação alta, crescimento baixo e crédito mais caro. Diante deste cenário, a FecomercioSP considerou essencial a prorrogação dos benefícios da Lei 14.046/20, que permite às empresas realizar reembolsos em até 12 meses. Além disso, avalia ser imediata uma Medida Provisória (MP), por parte do Executivo, a fim de reduzir o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), de 25% para 6%, sobre remessas de agências, operadores, cruzeiros, entre outros, ao exterior. 

Para esta Entidade, a perda do poder de compra pelos consumidores, somada a medidas que dificultem a sobrevivência financeira das empresas, traz resultados negativos para o setor e a economia, já que interfere numa longa cadeia económica de geração de empregos e riquezas. Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, destaca que “é cada dia mais urgente que os responsáveis pelas políticas nacionais de turismo compreendam a relevância do setor para o País”

“O turismo é uma atividade eminentemente sustentável, geograficamente distribuída, capaz de empregar pessoas com os mais distintos níveis de qualificação e que, quanto melhor estruturada, mais recursos internacionais pode trazer. No entanto, a forma como vem sendo tratada coloca o Brasil em posição desfavorável no cenário internacional, perdendo competitividade mesmo internamente”, avaliou Aldrigui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 02 de março de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 02 de março de 2022

“Sissoco manifesta interesse da Guiné-Bissau para mediar conflito entre a Rússia e Ucrânia” e “Juventude de partidos políticos conjuga sinergias…
Moçambique: Renamo comenta "invenção da Frelimo" sobre Junta Militar

Moçambique: Renamo comenta "invenção da Frelimo" sobre Junta Militar

O secretário-geral da Renamo, André Mangibire, afirmou à “STV” que duvida da existência de um novo líder da Junta Militar…
Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

A maioria dos candidatos presidenciais assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pacto da unidade nacional. O objetivo é assegurar a…
Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Já estão abertas as inscrições para uma formação gratuita em Marketing Digital na ilha da Brava, avança “A Nação”. Esta…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin