China corta embarque de ingrediente da vacina COVID-19 para o Brasil

A China vai reduzir o embarque de ingredientes farmacêuticos para a produção de vacinas COVID-19 para o instituto biomédico Butantan do Brasil.

Segundo o comunicado do Butantan, o instituto irá receber na próxima semana apenas 3.000 litros e não os 4.000 estipulados previamente.

Esta redução significa que o embarque programado para 26 de maio servirá apenas para 5 milhões de doses do Coronavac em vez das 7 milhões que o governador do estado de São Paulo João Doria referiu na passada segunda-feira.

O Butantan, que tem o apoio do estado de São Paulo, está a produzir a vacina Coronavac em colaboração com a chinesa Sinovac.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin