Congresso americano pede a Biden que retire apoio ao Brasil na NATO

Um grupo de 63 congressistas dos Estados Unidos, do Partido Democrata, o mesmo do presidente Joe Biden, enviou ao presidente americano uma carta na qual pedem a retirada do apoio do governo para que o Brasil se torne um parceiro global da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO).

A NATO, a aliança militar formada em 1949, na qual os países constituem um sistema de defesa coletiva que garante ajuda mútua caso um dos seus membros sofra um ataque externo. O Brasil, como aliado preferencial, teria facilidades para a aquisição de tecnologia militar e armamentos produzidos pelos EUA e outros países da organização, além da possibilidade de participar de treinamentos no Pentágono.

Para os congressistas, a postura do atual governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, inviabilizaria o avanço dessas tratativas. “Precisamos rever isso para assegurar que não estamos fortalecendo um exército que pode depois ser usado para um golpe de Estado”, disse à BBC News Brasil um dos signatários, Hank Johnson, democrata veterano na Câmara e autor da carta. “Bolsonaro já demonstrou que está organizando as condições para um golpe militar. É um cenário alarmante para o Brasil e nosso país não pode contribuir com isso”.

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2022…
Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, inicia nesta quarta-feira, 26 de janeiro, uma visita de trabalho à província de…
Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

A declaração foi feita pelo porta-voz da Bancada parlamentar do PAICV, Walter Évora, durante a conferência de imprensa de balanço…
Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

A Comissão Económica do Conselho de Ministros de Angola aprovou nesta terça-feira, 25 de janeiro, o Plano Anual de Endividamento…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin