Covid-19: Brasil autoriza importação da vacina Sputnik da Rússia

O Brasil aprovou a importação e uso da vacina russa Sputnik V em vários estados, revertendo a decisão tomada em abril de proibir as importações desta vacina.

O Brasil, com mais de 210 milhões de habitantes, é agora o 67º do mundo a autorizar a vacina russa. O primeiro lote da Sputnik V deverá ser entregue em julho, informou a empresa russa, citando Kirill Dmitriev, chefe do Fundo Russo de Investimento Direto que financia e comercializa a vacina.

Em abril a agência reguladora de saúde do Brasil, Anvisa, proibiu as importações do Sputnik V com a justificação de que a Rússia enviou lotes de vacinas que continham uma versão viva de um vírus causador da gripe comum. O desenvolvedor do Sputnik V, o Instituto Gamaleya, administrado pelo Estado, negou as acusações. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin