Moçambique: África do sul envia 1.495 militares para Cabo Delgado

O Parlamento Sul Africano anunciou no passado dia 28 de Julho, que África do Sul vai enviar 1.495 militares para Moçambique para combater os terroristas em Cabo Delgado, juntando-se às força de Defesa e Segurança e às forças ruandesas que se encontram no país há quase um mês.

O Parlamento afirmou que recebeu “correspondência do Presidente, Cyril Ramaphosa, informando que tinha autorizado a utilização de 1.495 membros” das forças de defesa sul-africanas para apoiar Moçambique na sua “luta contra o terrorismo e extremistas violentos”.

O destacamento destas forças sul-africanas, previsto de 15 de julho a 15 de outubro, segue-se ao anúncio, em junho, pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), de enviar tropas para Moçambique.

Fontes militares em Moçambique, confirmaram a chegada das forças da África do Sul em Cabo Delgado e que para além destes estão confirmados a presença das forças militares e policiais do Botsawana, do Malawi e de Angola como assessores. Pode-se referir que ainda não é publicamente conhecido o número exato de militares que a SADC poderá disponibilizar para esta missão de três meses que pode se estender de acordo com a necessidade no terreno.

Em Cabo Delgado, já se nota um forte contingente de militares e polícias entre nacionais e estrangeiros pronto para a luta contra os grupos armados (localmente conhecidos como Al Shabab), no quadro de um acordo bilateral entre o Governo de Moçambique e as autoridades de Kagame, assim como os da força conjunta da SADC.

Aurélio Sambo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin