Motim em prisão no Brasil faz pelo menos nove mortos e 14 feridos

Pelo menos nove pessoas morreram e 14 ficaram feridas durante uma revolta no dia 01 de janeiro, na prisão da Colonia Agroindustrial, nos arredores do estado de Goiânia. Dezenas de prisioneiros conseguiram fugir.

O tumulto começou quando um grupo de presos em regime semiaberto invadiu um pavilhão do complexo prisional da Aparecida de Goiânia, onde se encontravam reclusos de um grupo rival. Os atacantes incendiaram colchões e queimaram os corpos dos que foram mortos, segundo a Associated Press (AP).

As autoridades do estabelecimento prisional recuperaram o controle da instalação com a ajuda da polícia militar em cerca de duas horas, mas mais de 106 presos escaparam durante o caos, de acordo com o jornal local O Estado de São Paulo.

As autoridades conseguiram deter cerca de 30 dos fugitivos, que incluíam membros de ambos gangues. Outros 127 reclusos entregaram-se à polícia, segundo a AP.

A violência é comum no sistema penitenciário e superlotado do Brasil, dominado por gangues e grupos de tráfico de drogas.

O início de 2017 também foi marcado pela violência prisional com homicídios em prisões dos Estados do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte, que provocaram mais de 130 mortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Secretário Executivo da CPLP em STP

Secretário Executivo da CPLP em STP

Zacarias Nazaré, Secretário Executivo da CPLP, encontrou-se esta segunda-feira, na capital São-Tomense com Ministra dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Edite…
Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

O Banco Mundial divulgou uma pesquisa nesta terça-feira, 15 de março, onde se conclui que mais afegãos passam fome desde…
Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reconheceu nesta terça-feira, 15 de março, que a Ucrânia não poderá integrar a NATO. Essa…
Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, sugeriu ao Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que exonerasse o Secretário de…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin