Brasil

Polícia Federal inicia operação para investigar contratos da Odebrecht com próximos de Lula

A Polícia Federal (PF) iniciou a operação designada Janus que investiga contratos da construtora Odebrecht com o empresário Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um dos sócios da empresa de construção civil de Santos (SP) Exergia Brasil.

A Operação Janus é um desdobramento do investigação lançada em julho de 2015, a pedido da Procuradoria da República no Distrito Federal, para apurar o suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente. Os investigados na operação são suspeitos de terem cometido crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro, informou a assessoria da PF.

Lula não é o foco direto das diligências realizadas pela PF em São Paulo, em Santos e no Rio de Janeiro, mas é citado nas investigações. O Ministério Público Federal (MPF) afirma que a operação pretende apurar se Lula praticou tráfico internacional de influência a favor da Odebrecht e facilitou ou agilizou a tramitação de financiamentos de interesse da empreiteira junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES).

Os alvos das investigações são viagens internacionais feitas por Lula que terão sido pagas pela Odebrecht. Entre os países visitados pelo ex-presidente, com o patrocínio da maior construtora brasileira, estão Cuba, República Dominicana, Gana e Angola.

A assessoria do MPF informou que o alvo do inquérito em 2015 foi alargado e, além desses países, são apuradas suspeitas de irregularidades em outros financiamentos concedidos pelo BNDES à Odebrecht para obras no exterior. São investigados os empréstimos destinados à construção do Porto de Mariel, em Cuba; do Metro de Caracas, na Venezuela, tal como algumas obras no Panamá.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo