Cabinda: FLEC-FAC diz que o general Egídio de Sousa Santos “menospreza friamente a vida dos militares angolanos”

Reagindo às declarações do general António Egídio de Sousa Santos que considerou que em Cabinda existem “grupinhos” que teimam em desafiar a lei angolana”, mas que “são irrelevantes” e não representam uma ameaça militar real, a Frente de Libertação do Estado de Cabinda – Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FAC) difundiu esta quinta-feira, 11 de Outubro, um comunicado em que acusa o general angolano de “desconhecimento total da situação militar em Cabinda”.

No mesmo documento, assinado pelo Inspector-geral da Defesa Nacional das FAC, General Zing Zong Júnior Sousa, a FLEC/FAC avança que “com enorme estupefacção, tomou conhecimento das declarações Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA) general António Egídio de Sousa Santos que demonstram o seu desconhecimento total da situação militar em Cabinda e menospreza friamente a vida dos militares angolanos morreram em combate em Cabinda”.

Para a guerrilha independentista cabindesa “as calúnias e falsas declarações do general António Egídio de Sousa Santos são habituais e bem conhecidas do público” por esse motivo o movimento cabindês “não necessita de emitir qualquer desmentido”.

“Indiferente aos delírios e divagações do general António Egídio de Sousa Santos a FLEC/FAC concluiu que os “grupinhos” que o Chefe do Estado-Maior General das FAA refere, são os “grupinhos” de militares angolanos que prosseguem em Cabinda as suas actividades de tráfico e corrupção”, lê-se no mesmo documento.

No comunicado a FLEC-FAC escreve que acredita “que o general António Egídio de Sousa Santos quando fez referência a Cabinda confundiu” o enclave “com outros territórios, também no exterior de Angola, onde as FAA estão a operar clandestinamente contrariando todas as convenções internacionais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

O ex-primeiro-ministro angolano e militante do MPLA, Marcolino Moco, afirmou que o partido no poder, tal como o líder João…
Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

A Embaixadora de Moçambique em São Tomé e Príncipe, Osvalda Joana, partilhou a vontade do país que representa em reforçar…
Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

A presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santiago Norte, Carla Carvalho, afirmou que o “grande desafio” do mandato…
Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

O ministro da Educação em Portugal, Tiago Brandão Rodrigues, reafirmou nesta sexta-feira, 11 de março, que as escolas portuguesas estão preparadas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin