Mandatory Credit: Photo by Xinhua/REX Shutterstock (4388470a) African Union Headquarters African Union Headquarters in Addis Ababa, Ethiopia - 28 Jan 2015 The 24th AU Summit is scheduled to open here on 30th Jan

Cabinda: FLEC que ser observador da União Africana com apadrinhamento da Nigéria e Marrocos

A direcção política da Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC-FAC) pediu apoio ao presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, e Mohammed VI, Rei de Marrocos, para a “adesão de Cabinda, através da FLEC, como membro observador da União Africana (UA)”.

Através de um comunicado a FLEC-FAC recorda que em 1963 a Organização da Unidade Africana (OUA) “determinara Cabinda como 39º território a descolonizar e Angola o 35º território, sendo hoje este Estado que coloniza Cabinda após o abandono de Portugal em 1975”.

Para a organização independentiza a “admissão de Cabinda como membro observador” da União Africana “será a reparação de um erro e correcção de um esquecimento histórico que permitirá chamar a atenção de todos os Estados africanos para a situação de constante violação dos Direitos Humanos e dos Povos vivida em Cabinda e praticada pelas forças armadas angolanas”, lê-se no mesmo documento.

A direcção política da FLEC afirma que “acredita firmemente” que o presidente nigeriano e o monarca marroquino vão “responder positivamente ao” pedido “dando o exemplo de Estados que protegem a dignidade dos povos e que condenam veemente as práticas repressivas e belicistas de Angola em Cabinda”, refere o comunicado assinado pelo porta-voz do movimento, Jean Claude Nzita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

As negociações entre a Ucrânia e a Rússia foram adiadas para esta quinta-feira, 03 de março.  A delegação ucraniana está…
Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

O primeiro-ministro português, António Costa, manifestou publicamente ao Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, a sua gratidão pelo apoio prestado na…
Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

O Procurador-geral da República (PGR) pediu aos magistrados para estarem atentos às pessoas que procuram vias fáceis para enriquecer, às…
Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos moçambicanos da oposição, condenam a invasão da Rússia à Ucrânia. Ambos criticam o “silêncio”…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin