Cabinda

Cabinda: Sociedade civil organiza manifestação contra “45 anos de falsas promessas”

Cabinda

Activistas defensores dos Direitos Humanos e membros sociedade civil em Cabinda vão manifestar este sábado, 28 de Novembro, para “exigir diálogo com o Governo” e denunciar “45 anos de falsas promessas, prisões e condenações injustas”.

Segundo um “folheto” que tem circulado em Cabinda, e que a e-Global teve acesso por intermédio de um dos promotores da manifestação, durante os protestos os activistas e membros sociedade civil vão também exigir respostas às “falsas promessas” proferidas ao longo de 45 anos relativamente ao Porto Internacional, Aeroporto Internacional, centralidade, Pólo Industrial de Fútila, Condomínio da Polícia no Chiazi, Feira do Cine Popular, Mediateca, Mercado do Gika, 500 mil empregos e por fim, a Paz em 2006.

A manifestação iniciará às 11:30 deste sábado 28 de Novembro no largo de 1º de Maio de onde partirá uma marcha até ao Multiusos.

Um dos promotores da manifestação disse à e-Global que vão participar no evento “todas as organizações cabindesas”, no entanto os seus membros “participam como activistas e membros da sociedade civil”.

No entanto o mesmo activista precisou que apenas ainda não obtiveram a confirmação se a “FCC (Frente Consensual Cabindesa) e o MIC (Movimento Independentista de Cabinda) farão parte ou não” da iniciativa.

O “FCD (Fórum Cabindês para o Diálogo) não se define e manifesta claramente a sua posição política, talvez por ser parceiro do governo angolano”, disse o activista que considera que, apesar de existirem correntes e organizações distintas, “é possível todos reunirem-se em torno das mesmas reivindicações independentemente das diferenças”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo