Cabinda

Cabinda: Tropas angolanas acusadas de raptar e executar cabindês no Congo

Arquivo

Após a morte de cinco militares das Forças Armadas Angolanas (FAA), numa operação da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC) a 30 de Junho, entre as localidades de Manenga e Tchikaka, em Cabinda, as tropas angolanas têm procedido a várias acções de “retaliação” contra presumíveis membros da guerrilha na República do Congo e em Cabinda.

No âmbito destas operações as FAA são acusadas de terem “raptado” a 10 de Julho o cabindês Rafael Gomes, 52 anos, conhecido com “Raf”, residente na aldeia congolesa de Tele, na Linha 6 área de Tchimizo. O corpo sem vida de Rafael Gomes foi encontrado no dia seguinte, 11 de Julho, junto à aldeia de Tele, confirmaram fontes no local.

Supostamente, para os militares angolanos, Rafael Gomes seria um combatente da FLEC. Uma informação desmentida pelo movimento independentista que confirmou apenas que o irmão de Rafael Gomes, Bernardo Gime conhecido como “Sley”, foi combatente na resistência e morreu em 1996 durante confrontos com as tropas angolanas nas imediações de Cumbo-Liambo no Dinge.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo