África Subsaariana | Cabinda

Tropas angolanas atacam centro de refugiados cabindas de Nlundu Matende na RDC

Arquivo

Um comando das Forças Armadas Angolana (FAA) efectuou uma violenta incursão militar no centro de refugiados de Nlundu Matende no território de Lukula na República Democrática do Congo (RDC), localizado a cerca de 40 quilómetros de Cabinda.

Ex combatentes da FLEC mutilados de guerra. Francisco Malonda Gomes “Masuwa” é o quarto a partir da direita na foto.

Segundo testemunhos locais, a intervenção militar angolana começou na noite de quinta-feira, 15 de Agosto, provocando a fuga dos refugiados presentes. Três elementos da segurança congolesa permanente no centro, também optaram por abandonar o local face às tropas angolanas.

Durante a operação, o refugiado Francisco Malonda Gomes, conhecido como ”Masuwa” foi gravemente ferido no pescoço pelas tropas angolanas, confirmaram testemunhas. Transportado para o hospital de Kangu, Francisco Malonda Gomes “Masuwa” não resistiu aos ferimentos acabando por falecer no domingo.

Francisco Malonda Gomes “Masuwa” foi um dos combatentes da FLEC que participou na designada “Guerra Clássica” em 1975. Durante os combates foi gravemente ferido numa perna, tendo ficado com a mobilidade reduzida. Por esse motivo Francisco Malonda Gomes “Masuwa” não conseguiu fugir atempadamente durante a ofensiva das tropas angolanas a Nlundu Matende.

Refugiado no centro de Nlundu Matende, Francisco Malonda Gomes “Masuwa”, natural da aldeia de Macama Nzila na comuna de Tando Zinze em Cabinda, era Pastor da igreja do Cristianismo Profético em África (CPA), da corrente Lassista.

O ataque das tropas angolanas ao centro de refugiados de Nlundu Matende já foi comunicado ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), responsável pelo centro. Até este momento o ACNUR ainda não reagiu.

Actualizado às 22:17

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo