Cabo Verde: Inaugurada Unidade de Cuidados Intensivos no HUAN

A Unidade de Cuidados Intensivos no Hospital Universitário Agostinho Neto, HUAN foi inaugurada esta semana. O investimento custou mais de 100 milhões de escudos.

Segundo Imadoêno Cabral, Presidente do Conselho de Administração do Hospital Agostinho Neto “este hospital é um estabelecimento com mais de 138 anos de história e um dos mais antigos de Cabo Verde. O caminho percorrido até aqui tem sido longo e desafiador. Hoje os desafios são outros, pois a instalação dessa unidade de cuidados intensivos é um marco histórico para Cabo Verde e a materialização do mais novo conceito da medicina que queremos para Cabo Verde”.

Esta nova unidade possui mais de 200 metros quadrados com seis camas que tem estação móveis e sistema de climatização central. Tem também uma estrutura de supervisão de apoio ao paciente com um alto padrão tecnológico.

“Se antes este hospital tinha quatro sala para cuidados intermédios para responder a mais de 32 especialidades médicas e uma cobertura populacional de toda região de Sotavento e de Cabo Verde, hoje com a instalação da Unidade de cuidados intensivos passaremos a disponibilizar no espaço próprio melhores condições técnicas, tecnológicas e humanas”, diz Imadoêno Cabral.

O PCA ainda faz referência de que esta nova assistência é ainda mais qualificada para reduzir os óbitos e indumentar novas valências médicas e cirúrgicas, contribuir para a redução dos doentes para o estrangeiro. Acrescentou ainda que a estrutura física da Unidade de Cuidados Intensivos possibilita um maior conforto, privacidade, com leitos individualizados, com iluminação autónoma e aconchegante, janelas com ambientes externos à luz solar.

O Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva por sua vez, afirma que “é um serviço de cuidados intensivos de referência em termos de qualidade e de equipamentos, equiparado ao que existe do melhor a nível de tecnologia e a nível de sistemas instalados”.

O Chefe do Governo deixa claro que estão a acrescentar serviços nas estruturas do Serviço Nacional de Saúde e com qualidade. Considerando ainda que a UCI, disponibiliza aos doentes críticos “melhores condições técnicas, tecnológicas e humanas de cuidados e qualidade de assistência, assim como visa reduzir os óbitos e contribuir para redução da evacuação de doentes para o estrangeiro”.

É de referir que aa UCI no HUAN começou a ser executada em abril de 2021, tendo como parceiros internacionais, o Fundo Global, CCS-SIDA, OMS, Embaixada de Portugal e a Cooperação Chinesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Nyusi afirma que corrupção afeta qualidade das obras no país

Moçambique: Nyusi afirma que corrupção afeta qualidade das obras no país

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, partilhou que a corrupção “reduz a qualidade” das obras no país.  “Uma das coisas…
Moçambique: FAO vai apoiar Plano Técnico de recuperação dos pescadores vítimas do terrorismo em Cabo Delgado

Moçambique: FAO vai apoiar Plano Técnico de recuperação dos pescadores vítimas do terrorismo em Cabo Delgado

O Fundo das Nações Unidas para Alimentação (FAO) vai apoiar a província de Cabo Delgado, em Moçambique, a recuperar das…
Timor-Leste e Portugal evitam dupla tributação

Timor-Leste e Portugal evitam dupla tributação

O Governo timorense aprovou nesta segunda-feira, 16 de maio, a Convenção entre Timor-Leste e Portugal para evitar a dupla tributação…
STP: Miris Bernardo é a nova Presidente do Tribunal de 1ª Instância

STP: Miris Bernardo é a nova Presidente do Tribunal de 1ª Instância

A Juíza Miris Bernardo foi, sexta-feira 13 de maio, empossada como Presidente do Tribunal da 1ª Instância São Tomé, e…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin